As Máscaras de Veneza

IMG-20170927-WA0013

Viajadeiros, estou por aqui escrevendo de novo e dessa vez de um destino que, antes de eu chegar lá e ver que deu tudo certo, não estava acreditando no meu roteiro.

Sempre pensei nas máscaras de Veneza como misteriosas, que cobriam a verdadeira face de uma pessoa boa ou má. Quando estive em Veneza entendi que as máscaras são apenas uma parte de todo o mistério da cidade e que virando cada esquina você pode encontrar o inesperado.

Algumas pessoas dizem não ter gostado de Veneza. Sinceramente acho meio impossível ou essa pessoa não entendeu o verdadeiro sentido quando dizem “se deixe perder em Veneza”. E se perder

Qual a melhor época para ir a Veneza?

Definitivamente na primavera ou no Outono. O verão na Itália tem feito muitos turistas passar por “mals bocados” afinal não é fácil ficar andando debaixo de sol de quase 40°C o dia todo.  Já no inverno há outros problemas: em Veneza neva (não que não deva ser maravilhosa a cidade com neve) e venta bastante, como em qualquer estação do ano. Há geadas e nevoeiros e…. as enchentes! Sim, no inverno elas são causadas pela maré alta. Lá o fenômeno é conhecido como “acqua alta” e ocorre com mais frequência entre novembro e dezembro. A média de precipitação na cidade é bem equilibrada durante todo o ano.

Se quiser entender melhor acesse o blog abaixo que contém todos os detalhes e dicas da “aqcua alta”:

https://www.brasilnaitalia.net/2012/12/o-que-voce-deveria-saber-sobre-a-acqua-alta-de-veneza.html

O MUST TO HAVE de Veneza

Viajadeiro, o mais prático de se fazer quando ir para Veneza é comprar o cartão Veneza Unica. Eles não funciona como os outros cartões de atrações e transportes da Europa. Ele é como se fosse um cartão pré-pago que você carrega com as atrações que você quer visitar.

Ou seja: Mão na roda! Enjoy

Não vou explicar detalhes dele agora. Vou passar pelas atrações e no final do post vai ficar claro COM O QUE é interessante carregar esse cartão e você pode avaliar se realmente vale a pena ou não.

Como chegar em Veneza

Veneza

Veneza tem sua parte continental e a ilha. O que nós viajadeiro sempre ouvimos falar é da ilha cortada pelos seus canais. A forma mais prática de chegar é pelo aeroporto de Veneza que fica no continente. Não necessariamente pousar de avião lá, mas a partir do aeroporto você consegue fazer a logistica mais prática.

Se você estiver de carro alugado, escolha devolvê-lo no aeroporto. Porque? Ai vai, caro viajadeiro: os barcos que vão até a ilha saem de um porto que fica no térreo do aeroporto. É meio difícil de imaginar mas quando você entregar o carro para locadora você vai estar na laje aberta do edifício do aeroporto. Então você precisa descer para os andares do aeroporto e seguir as indicações de “Vaporetto” que nada mais são do que barcos.

A empresa que todos indicam é a Alilaguna. Funciona como um ônibus só que marítimo. Cada linha é de uma cor e cada linha passa por pontos diferentes. Mas o mais importante é que é relativamente rápido e fechado. No dia que cheguei em Veneza estava chovendo então o fato de ser fechado realemnte ajudou.

Alilaguna

O Alilaguna não é a única opção. Apenas para deixar claro, você pode pegar um táxi boat privado ou ainda decidir atravessar para a ilha de carro (sim existe uma ponte) e pegar um barco (vaporetto) público – e pago – até o seu ponto de parada.

Outra opção seria ir de trem, mas de qualquer forma a última estação era logo no comecinho da ilha e o hotel que eu tinha reservado ficava no centro, o que iria gerar a complicação de como chegar com as malas até lá: arrastando pelas ruas e escadas ou ia ter que pegar o vaporetto público… Ou seja, ia complicar ao invés de descomplicar.

Fiz um mapinha abaixo para mostrar que:

a. No círculo verde está o aeroporto que possui o seu próprio “porto”;

b. A ponte que liga o continente à ilha, onde transitam carros e os trens, é a SS11 e a seta vermelha indica o último ponto em que esses dois meios de transporte podem transitar;

c. Marcado com o traço azul está San Marco que é a praça principal onde a maioria das atrações estão concentradas;

Mapa Veneza

Quais são as desvantagens e as vantagens?

  1. O táxi boat é super caro e alguns são abertos. São mais rápidos e não vão ficar fazendo paradas. Tem algumas opções no TripAdvisor caso você queira olhar preços e opções que estão bem revisadas;
  2. Atravessando a ilha de carro você vai precisar pagar o estacionamento. Além disso, é bem provável que depois você tenha que pegar o Vaporetto público que esta sempre cheio e é muito devagar;

No site do Allilaguna (https://www.alilaguna.it/en) estão as linhas e os horários das paradas. A informação é fácil mais a tradução mais próxima do português é o espanhol.

Em resumo a linha azul atende a praça S. Marco que é o ponto principal de Veneza.

Vejam aqui os horários da linha azul: https://www.alilaguna.it/linee/linea-blu/orario

Chegando no porto você vai ver o guichê do Allilaguna onde poderá trocar o seu voucher comprado online através do Veneza Unica.

Depois disso é so esperar o barco que vai parar na sua frente. Levamos duas malas grandes e mais dois carrinhos pequenos e os barqueiros foram super atenciosos e nos ajudaram a embarcar. A viagem foi super tranquila.

Quando desembarcar não tem outra forma… precisa arrastar a malinha pelas ruas de Veneza, mas fique tranquilo por que você não vai ser o único e lá em muito seguro. O maior contratempo são as escadas das pontes.

Deixo aqui também o site da empresa que trabalha com os Vaporettos na ilha, a ACTV, para que vocês possam consultar os horários e preços. Infelizmente o site tem as opções de inglês e italiano, somente:

http://actv.avmspa.it/en/content/water-bus-service-timetable-0

Onde Ficar em Veneza

Se hospede o mais próximo possível que conseguir da Praça São Marco. Por alguns motivos simples:

a) A maioria das atrações estão próximas à praça;

b) Ela por si só é a principal atração da ilha e é onde ficam, também, as outras atrações importantes da ilhas. As demais são facilmente alcançadas a pé;

c) Se você passa a noite na Praça São Marco sempre haverá movimento, os doelos de concertos de música dos restaurantes (ficam do lado externo);

d) A paisagem é inesquecível;

20170924_214551

Lembre-se também que a cidade de veneza é de paralelepípedos e cheias de pontes com escadas de degraus largos. Isso significa que não existe como não arrastar as malas pela cidade. Então mais uma dica seria escolher um hotel que não seja tão distante dos pontos de parada do Alilaguna.

Outro ponto que entendo que cada um tem seu gosto, mas eu procurei ficar em um local com aspecto de novo e decoração clean o que fez da procura um pouco mais difícil pois não faltam opções de hoteis com cortinas de veludo vermelha e papéis de parede antigos.

Onde fiquei: Abatea     Site: http://www.booking.com/Share-BXm0hR

Achei que foi uma boa opção. O Abatea é um Bed & Breakfast com poucos quartos. Todos eles possuem banheiro individual e são super renovados.

Tem uma cozinha compartilhada completa, onde eles também disponibilizam frutas e café.

Eles não servem café da manhã, mas não tivemos qualquer dificuldade de encontrar vários cafés no caminho das atrações com preços ótimos.

Quantos dias ficar

Recomendo no mínimo 2 dias e no máximo 3. Diria para não perder a oportunidade de passar um noite por lá, para poder vivenciar a cidade tranquila, sem tantos turistas e ainda mais inigmática e com muita música clássica.

O que fazer

Há várias atrações em Veneza. Você pode consultar o site Tripadvisor para ver a listagem de todas elas.

O mais interessante na cidade é sair caminhando pelas ruas.

Atrações principais:

  1. As atrações ficam perto da Piazza San Marco e ela por si só é muito linda então, sempre que possível, dê uma passadinha por lá;
  2. Ao lado da praça está o Palácio Ducal. Sua entrada pode ser comprada e carregada no Venezia Unica;20170926_135136
  3. Na praça também fica a Basílica de São Marco e seu interior pode ser visitado;20170924_215652
  4. Teatro La Fenice;20170925_094836
  5. Gondolas

Todas as gondolas servem ao governo e são oficiais. Seus pontos de parada ficam na Praça São Marco, na frente do Palácio Ducal ou no canal da Ponte do Suspiro.  O preço é fixo e não é barato. Quando tivemos por lá, passeamos cerca de 45 minutos e o preço foi de 100 dólares.

Se vale a pena? Nosso passeio foi hiper agradável, mas nada de surpreendente. Mas ir a Veneza e não andar de gondola soa estranho, não? Afinal será a primeira pergunta que todos vão fazer quando souberem que você esteve por lá.

20170926_130225

6. Murano e Burano

Essas duas ilhas são vizinhas de Veneza. Eu não tive tempo para visitá-las mas creio que deve ser interessante, caso você tenha mais tempo.

Murano tem a fábrica de vidros murano que são super famosos e bonitos. Você vai encontrar em várias lojas de Veneza esculturas e vasos feitos de Murano.

Burano é uma cidade toda colorida, super bonita de se ver.

O Allilaguna tem um trajeto que passa por essas ilhas. Também há passeios guiados que saem de Veneza para essas ilhas, disponíveis no Tripadvisor.

7. Ponte Di Rialto

Veneza possui o Grande Canal, por onde as maiores embarcações transitam (é o canal principal).  A Ponte di Rialto fica no Grande Canal é a mais antiga e mais famosa de Veneza.

20170925_111302

8. Ponte di Suspiri

20170925_135601

A Ponte do Suspiro é a ligação entre o Palácio Ducal e a cadeia. Muitos pensam que ela é sinônimo de romance, mas na verdade era por ali que, após julgados, os presos caminhavam para a cadeia e enxergavam pela última vez a luz do sol, dando seu ultimo suspiro.

Você pode fotografá-la pelo lado externo e pode caminhar por ela ao comprar a visita para o Palácio Ducal.

9. Virtuosi di Veneza

Nós tínhamos revisado a programação de óperas no La Fenice mas era muito caro.   Um dia quando passávamos ao lado da Basilica de São Marco nos entregaram um folheto de ópera interessante e o valor era justo, cerca de R$130,00 por pessoa.  Resolvemos comprar e nos surpreendemos.

Não tem lugar reservado e, portanto, é recomendado que você chegue uns 30 minutos antes para ficar mais perto dos músicos.  O local é pequeno, uma salinha de um igreja, mas o espetáculo é lindo e emocionante. O repertório é de músicas italianas conhecidas, entre elas estão as de Vivaldi.

Como dividir as atrações em dias

Eu fiquei em Veneza um dia e uma manhã. Fiz tudo que tinha direito, mas não fui nas ilhas vizinhas. Para isso creio que iria precisar de mais um dia.

Mas comento isso porque as atrações são próximas e você pode escolher em que ordem quer visitar. Só não perca de vista que se pretende ir a um local e encontrá-lo vazio, a melhor opção é ir logo cedo pela manhã.

O Venezia Unica

Venezia Unica

Depois de certa forma “mapear” tudo o que você vai fazer nos seus dias em Veneza, entre no site do Venezia Unica (https://www.veneziaunica.it/) e carregue seu cartão com o que vai precisar.  O cartão é individual e intransferível. O site vai solicitar o nome da pessoa e vai criar o cartão. Você pode criar os dois cartões e depois carregar os dois com os mesmos itens.

Com o cartão você obtém descontos em ingressos e não pega filas.

Dependendo da época, haverão opções de eventos diferentes que você poderá selecionar. No período que eu estive por lá estava disponível uma amostra de Vivaldi em um castelo. Era uma amostra 3D de música e imagens que valeu muito a pena.

No final você vai poder imprimir suas entradas e voucher no cartão. Para o Palácio Ducal e o Allilaguna não é necessário obter o cartão físico em si, apenas com o voucher você já consegue validar as entradas. Porém se você for comprar algo relacionado a transporte público, vai precisa encontrar os pontos onde pode imprimir/retirar o cartão quando estiver em Veneza.

Compras

Definitivamente não vá com a expectativa de fazer compras de itens de marca, porém Veneza é um ótimo local para se comprar decoração de vidro Murano, as típicas máscaras de Veneza e decoração em geral.

Você vai se encantar com o trabalho bem feito de réplica de obras famosas italianas que estarão a disponíveis para comprar: Pietá, Jesus, anjos, etc

Onde Comer

Para ser sincera, não me lembro exatamente dos lugares que tomei café da manhã. Mas posso afirmar que não tem erro: a gente parava no primeiro café que via pela frente e sempre comia coisas maravilhosas – você não erra se pedir um sanduiche de presunto de parma.

Duas sugestões que foram boas:

  1. Baci & Pasta

É um restaurante super pequeno onde a massa é feita na hora e servida em caixinhas para comer no caminho. Tem um balcão pequeno com bancos para quem quiser comer por lá. Fora que é super barato.

Castello 5902/A | Campo Santa Marina30122 Veneza, Itália
+39 041 564 7400

2. Rossopomodoro

Restaurante de comida italiana com preço justíssimo.

Calle larga San Marco 40430124 Veneza, Itália +39 041 243 8949

 

É isso viajadeiro! Deixe seus comentários abaixo!!

 

Até a próxima viagem….

 

 

 

 

.

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s