O que fazer em Cancun e em Playa del Carmen (Riviera Maya)

Viajadeiros!

Você gosta de praia mas não gosta de ficar parado?

Esse é o roteiro e destino que você vai se apaixonar. Vou dar minha sugestão do que fazer dia após dia e faço um post separado para os restaurantes (ainda em construção).

Mas preste atenção em todas as dicas, porque esse destino é cheio de pegadinhas e na primeira vez que eu fui, cai em várias delas… na segunda já tirei nota 09 hahahah então não queira desafiar as dicas  porque você pode se dar bem mal e a sua viagem se transformar em um transtorno… vai por mim.

Não deixe de ler os demais post sobre o local porque todos eles se conectam e garantem que a sua viagem seja perfeita, sem imprevistos.

Onde se hospedar em Playa del Carmen: https://wp.me/p9AZMO-4I

Dicas do Coco Bongo: https://wp.me/p9AZMO-4U

Básicos de Cancun e Riviera Maya: https://wp.me/p9AZMO-3F

#3 Restaurantes Queridinhos do GDV em Playa del Camen + 2 em Cancún:

https://wp.me/p9AZMO-60

Então vamos lá…

20190223_092106

Chegada em Cancún – Aeroporto de Cancún, Imigração, bagagem e transporte.

O aeroporto que chegamos foi o de Cancún. Durante o voo as aeromoças tinham entregue os formulários de imigração e é óbvio que eu havia esquecido de levar uma caneta… nunca lembro. Essa dica é importante viajadeiro, sempre leve uma caneta na sua bolsa de mão na viagem. Porque dessa forma você consegue preencher o formulário de imigração ainda durante o voo e não precisa passar pelo o que eu passei.

Antes da fila da imigração, tive que pegar “a fila da caneta” no aeroporto (shame on me), o que fez eu demorar mais ainda para conseguir pegar meu transporte e seguir viagem até Playa del Carmen.

A fila da imigração foi rápida e em seguida pegamos as malas. O aeroporto de Cancún é bem compacto, então é bem fácil de seguir o fluxo e encontrar o passo a passo de imigração – malas- saída. Li muitos comentários de pessoas sugerindo que não fossem levadas malas no porão do avião porque o pessoal do aeroporto de Cancún demorava muito para colocar as malas nas esteiras… olha eu viajo bastante a trabalho e o tempo da entrega das malas em Cancún foi super normal, então na minha opinião isso não tem nada a ver. Não economize na bagagem! Despache sim, claro, sempre obedecendo as regras de bagagem da sua cia aérea.

Um detalhe meio diferente é que depois que você pegou a sua mala, você pode ser selecionado para uma revista pela polícia federal e nessas eu sempre sou parada… é a vida. Você tem que apertar um botãozinho que faz uma seleção e quando ele apita você é o escolhido para a revista. Mas bastante gente foi viu? A chance de você precisar passar por ela é grande.

Foi bem tranquilo, quando você é chamado, coloca as suas malas na mesa, abre uma por uma e o policial vai olhando para entender se não tem nenhum item errado/ilegal na sua bagagem. O processo também não foi demorado.

Agora preste atenção, depois de fechar as malas você passa por uma porta a qual você está saindo da área de embarque/desembarque e entrando nos saguões comuns do aeroporto. Nesse momento muita gente vai te oferecer passeio, transporte, hotel, etc. Eu não recomendo que você pare ali. Já tenha o seu transporte definido e siga até ele. Vai se acostumando, no México eles são mais atentados que no Brasil. Estão sempre te oferecendo alguma coisa e confesso que depois do terceiro dia, isso cansa um pouco.

Como ir do aeroporto de Cancún até o hotel em Cancún ou Playa del Carmen

Em uma das vezes que usei táxi em Cancún tive experiencias muito ruins. Os motoristas são antipáticos e correm bastante, fora que, fique esperto porque lá o preço da corrida é combinado e se você entrar no táxi sem combinar, você já sabe o que vai acontecer no final da corrida né? Vai ser cobrando pelo quanto o taxista quiser te cobrar.

Outra dica, não deixe que ninguém carregue suas malas. Deixou, pagou propina (gorjeta).

Como eu estava indo para Playa, que é mais longe do que Cancún e tem que pegar estrada e tals, eu procurei por um transfer. Paguei $80 dólares para duas pessoas, para ele me buscar no aeroporto e me levar até Playa e depois me buscar no hotel em Cancún e me levar para o aeroporto de volta. Lembrando que no meio da viagem eu fui de Playa até Cancún  de carro alugado.

Contratei meu transfer pela agência que se chama Tio Nenê, uma agência brasileira que fica em Cancún. Se eu recomendo? Para o transfer sim, apenas para isso (explico melhor ao longo do post).Quando eu estava em Cancún, no final da viagem, notei que pedindo o táxi com auxilio do hotel, o próprio mocinho que te ajuda com as malas pede o táxi para você e combina o preço com o taxista, então também aconselharia que, desta forma, é seguro voltar de táxi, também.

Site Tio Nene: http://www.tionenetours.com.br/

Nessa página do Tripadvisor tem uma lista de transfers em Cancun, com avaliações. Cheque por lá também: https://www.tripadvisor.com.br/Attractions-g150807-Activities-c59-Cancun_Yucatan_Peninsula.html

Lembra do saguão comum do aeroporto que eu mencionei lá em cima? Saindo desse saguão e seguindo sempre em frente por um bom tempo, você vai se deparar com uma segunda porta de vidro automática (essa porta é a que vai te levar para a área externa, você vai notar pelo calor rsrsr) e o seu transfer vai estar te esperando ali. Provavelmente com uma plaquinha com o seu nome.

E porque não considerar alugar um carro?

Alugar carro em Cancun é seguro? /Alugar carro em Playa del Carmen é seguro?

Viajadeiros, cuidado com o aluguel de carro em qualquer momento dessa viagem, por um simples motivo: a polícia do México é corrupta, igual ou pior do que aqui no Brasil. E afirmaria que pior porque aqui estamos no nosso país e sabemos lidar com essas situações… lá você sempre vai estar em uma situação desconhecida e não vai saber se o que o policial esta fazendo está correto.

Ao alugar o carro, certifique-se de que o documento do carro está com você (as vezes ele é simplesmente um papel plastificado com os dados do carro) e fique atento ao check list onde o responsável da locadora marca onde o carro tem danos na lataria.

Nas estradas é onde está o perigo porque os policiais tem postos entre as pistas e podem pedir para você parar. Eu não vi isso, mas dizem também que eles ficam escondidos no meio da estrada esperando você estar fora da velocidade permitida.

Então a dica é:

  • Quando tiver o posto de polícia, tente passar pela pista da direita;
  • Sempre respeite a sinalização de velocidade. Sempre atento soldado! Porque a velocidade muda toda hora na estrada;
  • Siga as regras e não beba para depois dirigir;

Muitos comentam também que o policial retém uma das placas do veículo caso ele entenda que você está fazendo alguma infração. Nesse caso, não entre em pânico, me informei com a locadora que quando isso acontece, na devolução do veículo eles te deixam avisados que vão pagar a multa para a devolução da placa e depois vão te cobrar no seu cartão. MASSS não sei de quanto é essa multa.

Já ouvi falar também que muita gente deixa uma carteira fake separada para dar dinheiro para o policial, mas sinceramente não recomendo isso.

Mas e ai GDV? alugo ou não alugo? Tem que alugar viu viajadeiro.. senão você deixa de conhecer lugares incríveis. O que eu fiz foi reduzir o tempo do aluguel apenas para os dias que eu realmente ia precisar do carro e respeitei 100% as velocidades. Passei pelos postos da polícia umas 4 vezes e, pode ter sido sorte, mas não fui parada. Então relaxe também… meu marido estava super nervoso com isso e no final notamos que basta respeitar para não passar sufoco, ok?

Sobre estacionamento, comento um pouco mais abaixo, no dia 07.

Revise o roteiro do dia 05, onde vou comentar sobre uma opção de ônibus que pode ajudar bastante.

O Sargaço na Riviera Maya

Nos últimos tempos tenho lido vários relatos de turistas reclamando do sargaço nas praias da Riviera Maya. É um fato viajadeiro, e já não existe mais como prever ou evitar épocas… dependemos da boa vontade da natureza. Para quem não sabe, o sargaço é uma alga que se desprende do mar e é levado até a beira do mar. Ele altera a cor da água (fica amarronzada) e tem um cheiro forte quando seca sob o sol. Mas não faz mal e não machuca. Na época que eu fui, Playa del Carmen era a praia mais afetada, mas meus amigos falaram que quando foram, Tulum estava pior… ou seja, varia bastante.

20190223_172403
Playa del Carmen em Março/2019

Reportagem da BBC que comenta sobre o sargaço na região: https://www.bbc.com/portuguese/geral-45096161

Dia 01 – Chegada

Se você chegar antes do anoitecer, pense em ir no supermercado para comprar café da manhã (caso o seu hotel não tenha incluso), snacks (para a praia ou para os passeios longos) e água porque ninguém merece gastar  um absurdo em água de hotel. Se você tem café da manhã te diria para procurar alguma lojinha de conveniência da 7 Eleven ou da Oxxo. Ambas vão ter snacks, sorvetes, geladeiras com bebidas e vão quebrar um galhão. Agora se você prefere comprar frutas, alguma outra opção mais natural e está sem café da manhã, recomendo ir até o Walmart. Lá vai ser super completo, como todo Walmart. Tem até eletrodoméstico, lençol e tudo mais.

E aqui tem uma dica bem legal. No próprio Walmart tem um balcão onde você consegue comprar o chip de internet barato para usar em toda a sua viagem.

Voltando do super, guarde tudo e já coloque o biquíni, afinal Playa del Carmen é uma praia linda. Infelizmente, quando eu estive por lá a Playa foi uma das mais afetadas pelo sargaço. Não consegui ver o azul lindo dessa praia.

Dia 02 Tulum, Playa Paraiso e Grand Cenote

Contratamos a empresa Yalku tours para nos levar até o sítio arqueológico de Tulum. No passeio também estava incluso snorkeling e um cenote.

Se eu recomendo a Yalku? Sim. Eles pareciam ser uma empresa novinha e que estavam aprendendo bastante. Porém foram super atenciosos. Eles oferecem uma série de passeios e você pode entrar no site e escolher os que mais te agradam.

Link site Yalku Tours: https://www.yalku.tours/

Eles nos buscaram no hotel as 6:45 (estava escuro ainda) em uma van e nos levaram para um ponto de encontro onde remanejaram os turistas das vans. Estávamos com mais dois casais de americanos e uma dupla de amigas. Ganhamos suco, biscoito e banana de café da manhã.

Chegando em Tulum recebemos as explicações e tivemos tempo livre para tirar fotos.

20190225_091345
Parque Arqueológico de Tulum

Existe estacionamento para carro e custa cerca de 50 pesos para permanência de 2h. Também existem guias que podem ser contratados na entrada do parque. Você pode negociar o preço diretamente com eles.

Dica: se você tiver menos tempo e tiver que escolher entre Chichen Itza e Tulum, escolha Chichen Itza sem pensar duas vezes. Outro ponto a se pensar é que Chichen Itza, com certeza, vai tomar um dia inteiro da sua viagem porque o local é distante de Cancun e Playa, então se você quer fazer um passeio de manhã e ainda conhecer outro local a tarde é melhor escolher Tulum.

20190225_093649
Essa é a vista que se tem do parque arqueológico de Tulum. Estava ventando muito nesse dia e o mar estava bem mexido.

Em seguida, voltamos para a van e fomos levados para a Playa Paraiso, onde faríamos o snorkeling. O mar estava super agitado e o guia estava pensando que a gente não ia conseguir ir no snorkeling. Massss deu tudo certo (resolveram levar a gente mesmo assim rsrsrs e o medo??) Subimos em um barquinho (tipo de pescador, com motor), com um guia da praia e ganhamos pé de pato, colete e snorkel.

Importante lembrar: apesar do vento, o sol estava super forte, porém para esse passeio não é permitido usar protetor solar porque ele destrói os corais (composição química). Então recomendo que vocês comprem aquelas camisetas de entrar na água, assim você não torra o ombro! Não se preocupe com o rosto… eles vai estar na maior parte do tempo dentro da água.

Fomos desbravando o mar e, pouco antes da barreira de corais, o barco parou e pulamos na água. Foi o melhor snorkeling da minha vida. Não é um passeio para quem tem dificuldade para nadar (você tem que saber o mínimo: dar braçadas de cral), apesar de que o guia está sempre por perto e você estar de colete, o mar puxa e você precisa nadar para ir na direção correta. Foi a primeira vez que vi tartarugas enormes e duas arraias. Não sei se foi sorte mas valeu super a pena.

DCIM100GOPROG0092253.
A tartaruga parece grande na foto e realmente é! Devia ter 1 metro de comprimento.

Esses guias ficam em um quiosque na frente da entrada da praia. Então se você não comprou o passeio com a Yalku, acredito que possa ir direto nesse quiosque e pagar apenas o snorkeling. Vale a pena.

Mapa Tulum
Localização do quiosque de snorkeling, próximo ao sítio arqueológico de Tulum.

Por último fomos de van até o Grand Cenote. Super bem estruturado. Tem vestiário, mini lanchonete e um cenote bem frio para nadar rsrsrsr. Antes de descer no cenote, você precisa entrar no chuveiro que fica no meio do caminho. Descendo as escadas, você pode alugar um armário e entrar na água. A água é realmente transparente e bem gelada.

Voltamos para o hotel por volta das 14h.

No passeio, aconselho levar canga, toalha e protetor solar. Se quiser, leve também uma troca de roupa para não ficar molhado com o ar condicionado da van. Eu me secava com a canga e deixava a toalha no banco da van para não molhar (é uma toalha adicional àquela que você toma banho).

Detalhe, o passeio pela Yalku não inclui almoço então: leve snacks!!

Nesse dia, chegamos cedo em Playa del Carmen (por volta das 14h) e ainda paramos em um quiosque em Playa para almoçar e tomar um solzinho na praia.

Dia 03 – Cozumel

20190224_173916
Rua na frente da balsa, já do lado de Cozumel.

Cozumel!! É tudo de bom e fácil de ir. Se você seguiu as dicas do outro post de Onde se Hospedar em Playa del Carmen (https://wp.me/p9AZMO-4I), você deve estar de 15 a 20 min caminhando da balsa de Cozumel. Acorde cedo e vá caminhando até a balsa.

Chegando perto da balsa vai ter muuuita gente, muita mesmo!!! Tentando vender o bilhete da balsa. Tem duas cias que fazem a travessia: Ultramar  (amarela e azul) e Water Jets (laranja) e os preços e horários são super parecidos (ao menos a cada 30 min sai uma balsa). O que notei de diferente foi que a balsa da empresa azul parece ser maior e tem uma área com ar condicionado que a outra parece não ter. Então se você costuma ficar enjoado… prefira a azul. E outra dica, deixei meu marido ir na frente e fui a última a embarcar. Mesmo assim… passei muitooo mal! O mar da Riviera é difícil e sempre será… mas somos turistas guerreiros e eu precisava conhecer Cozumel e ainda não tenho um jatinho nem dinheiro para ir de helicóptero. Na balsa, falaram que era para eu ficar dentro de uma salinha com ar condicionado e acho que foi a pior opção (ficava vendo a janela mexendo naquele vai e vem no horizonte). Na volta fui no ultimo andar.. no espaço aberto e voltei boazinha. Calma gente… fiquei enjoada mas só isso mesmo… não fui para os finalmentes… nãoo dessa vez hahahha

20190224_180132
Último andar da balsa, onde recomendo que vocês escolham para aproveitar a vista e não passar mal.

Chegando em Cozumel o negócio é alugar um carro para conseguir se locomover pela ilha, conhecer as praias e os parques.

Mais uma dica: se você quer ir para conhecer as praias e não curte os lugares cheios de gente, vá de domingo. Estava hiper tranquilo e os passeios de barco não vão para lá de domingo. Agora, se você quer ir nos parques e gosta de agitação, vá durante a semana. Ainda existe a opção de, ao invés de ir de balsa, ir com alguma agência/excursão que para o catamarã em alguns pontos para fazer snorkeling e depois te deixa em algum dos parques com all inclusive de comida e bebida. Você vai encontrar todas essas opções no Tripadvisor.

Onde alugar carro em Cozumel

Bom, até agora eu acho que fiz um erro enorme em relação a esse ponto. Li em muitos post que era recomendado alugar o carro em alguns lugares alternativos, onde era possível tem um carro digamos que “suficiente” para um dia na ilha e que era hiper barato. E logo pensei (mas não pesquisei): deve ser o olho da cara alugar carro lá nas empresas comuns… WRONGGGGG. Por isso falei para vocês que tirei 9 nessa viagem e não 10. Reservei por email o meu o carro em uma empresa que estava citada nesses posts e, para reservar, eu não precisava pagar nada. Eram 45 dólares para passar o dia com o carro e achei que era um negocião. Andamos uns 10 min quando chegamos no porto e achamos a casinha amarela para alugar o carro, fomos atendidos e para completar a retirada do carro, a dona do local tirou uma cópia do meu cartão!! (oiiii?????) Sim, ela tinha a cópia do meu cartão E o código de segurança. Eu não ia seguir com  isso se não tivesse ouvido falar tão bem do local. Pensei: PARA DE SER BRASILEIRA E DESCONFIADA. Mas ok, viramos a esquina da rua andando e buscamos o carro em um estacionamento com outro atendente. Já sabíamos que ia ser engraçado porque tínhamos lido que o carro era adaptado e por isso era mais barato (vocês vão ver fotos e vão entender essa frase). Em resumo, o carro não fechava 100% então se chovesse, entrava água nos bancos e ele também não trancava, então durante todo o passeio nós “largávamos” ele e BOA.

20190224_130420
Será isso um Corsa bolinha??

O carro super atendeu a nossa necessidade e devolvemos ele com o tanque cheio, conforme combinado. Sobre a cópia do meu cartão: a moça da loja me devolveu a cópia para eu rasgar (super fair). 2 dias depois eu tinha 1, 2, 3, 4, 5, 6!!!!! 6 cobranças de pilulas medicinais em um site americano no meu cartão. Tirem suas conclusões… vou falar mais para frente aqui no post, qual poderia ter sido a segunda hipótese.

Bom, depois de falhar nesse pontos, pesquisei e existem, ao menos, a Alamo e a Mex como empresas oficiais locadoras de carro na ilha, do lado do porto marítimo onde a balsa para. Ou seja, não faça o que eu fiz. Não vale a pena o custo das ligações internacionais para o seu banco para conseguir resolver o babado.

Praias para conhecer em Cozumel

  • The Money Bar – continente

Minha primeira dica seria para você aproveitar a manhã no The Money Bar. É um quiosque com uma infra estrutura de restaurante. Você pode escolher a sua mesa na área interna ou externa e, se quiser, ainda pode ficar na areia. Mas atenção… lá não é uma praia. Tem uma escadinha pela qual você tem acesso ao mar. E QUE MAR meu amigo. Água tranquila e transparente, com muito peixe!! Para Cozumel você precisa levar seu snorkel e seu pé de pato. Lá é muito bom e compensa chegar cedo para você pode escolher a sua mesa e ficar bem tranquilo. Coma ou almoce por lá. Lembre-se que para ter direito à mesa, você precisa consumir.

Na frente do The Money, do outro lado da pista, tem um recuo na pista onde você pode estacionar o seu carro (na frente de um condomínio). O estacionamento também não é grande, por isso de chegar cedo.

Outras praias para se visitar:

  • Sunset Beach – continente;
  • Playa Palancar – continente;

20190224_133859

  • Playa Mirador – mar aberto;
  • Chen Rio – mar aberto;
  • Playa Corona – possui um coral logo em frente – continente;
  • Punta Morena – mar aberto;

20190224_144144

A maioria das praias tem infra estrutura, porém umas são melhores do que as outras. Dessa lista, o que me lembro é que a Praia Corona tinha uma boa infra e funcionava com sistema all inclusive ou a la carte. Também tem um recuo na frente do quiosque para estacionar o carro.

Lembre-se também que Cozumel tem o lado do mar aberto e do continente. As águas do lado do continente sempre serão mais calmas do que as do mar aberto.

Parques em Cozumel

  • Chankanaab – é o mais bem avaliado no Tripadvisor. Lá, mesmo quem não tem certificação PADI, pode mergulhar com guia e cilindro.

https://www.cozumelparks.com/

  • Playa mia

https://www.playamia.com/

Dia 04 – Valladolid, Chichen Itza e Cenote

Nesse dia o nosso passeio partiu da frente do Coco Bongo, em Playa del Carmen, com destino, primeiramente, à Valladolid.

Contratamos o passeio através da Tio Nene* e eles contataram uma terceira para realiza-lo. Chegamos pouco antes das 8h no ponto de encontro e ficamos bastante tempo esperando até o passeio sair. Para quem já deu uma olhada, Chichen Itza fica cerca de 3 horas de Playa del Carmen… e então… lotaram uma Van para viajar essas 3 horas de ida e volta. O problema foi que entramos por último e só tinham os dois assentos da última fileira que sabem 4 pessoas, uma do lado da outra. Agora pensa no tamanho do moço que estava do meu lado (Dios). Minha sorte foi que não sei o que aconteceu que vagou um assento mais na frente e eu pulei para lá. Ou seja, 3h longe do marido e com outra pessoa do seu lado. Gente… podia ser um ônibus né? Enfim, Dramin neles porque comecei a ficar enjoada e dormi a ida I-N-T-E-I-R-A. Da primeira vez que eu visitei Chichen, eu fui de ônibus com a Xcaret, o que foi muito mais confortável. Por outro lado, o guia não parou de falar as 3h de viagem (Dios 2).

Tivemos uma parada no meio do caminho em um posto de assistência na rodovia para um xixi e seguimos até Valladolid. Ela faz parte do Pueblos Mágicos que são cidades reconhecidas pelo governo mexicano, que possuem grande herança histórica.

20190226_110226
Praça principal de Valadollid

Paramos na praça principal de Valladollid onde nosso guia contou um pouco da história da cidade, entramos em uma casa municipal onde haviam alguns quadros de momentos marcantes da cidade e visitamos a igreja. Foi uma parada hiper rápida e nada nos impressionou muito, preciso ser sincera com vocês. Seguimos a viagem e paramos novamente para o almoço que estava incluído no passeio.

O restaurante fica dentro de um centro de cultura do povo maia onde você pode comprar souvenirs e em seguida almoçar. O almoço foi bem ok. Na última vez que fui para Chichen Itza sofri demais com almoço: só comida tradicional mexicana… TRADICIONAL ou seja, pimenta + frango com chocolate e outras coisas típicas. Dessa vez tinha opções bem razoáveis: pão, salada de repolho, frango em cubos com molho de tomate, uma carne de porco, macarrão, arroz, feijão preto, tortilhas. Não foi O almoço mais gostoso que já comi, mas fiquei satisfeita.

20190226_132141.jpg

Mais um pouco chegamos em Chichen Itza. Não pegamos fila e entramos direto.

DSC04642.JPG

DICA DA VIDA: lá faz o sol e o calor mais forte que conheço. Vá de tenis e de boné. Chegando lá, passando a catraca, do lado direito tem uma salinha onde uma senhora que te empresta um guarda chuva. PEGUE-O, você não vai se arrepender.

O tour dentro de Chichen é sempre sensacional. As histórias, as interações do lugar com você…. super legal. Fique atento às explicações e no tempo livre corra para conseguir conhecer o restante.

Fora o campo de jogos e a pirâmide principal, ainda há o cenote sagrado e o observatório de estrelas. Para ir até o cenote, você segue a mesma direção toda a vida e pronto… chegou. Agora para o observatório são pernas para que te quero (isso porque normalmente você não tem tanto tempo para ficar em Chichén). Vai andando rapidinho porque o parque é grande e antes de chegar no observatório você vai passar por várias outras construções legais.

Para terminar o passeio, visitamos um cenote. Não me lembro qual era o nome do cenote, mas me lembro que não era o cenote programado (Ik Kil). Acabou mudando e eles não nos avisaram. Nesse cenote também há infra de lanchonete (mini) e banheiros.

20190226_162937

Voltamos para Playa já de noite. Chegamos próximos das 20h.

*Pela Tio Nene você pode negociar em português via Whats Up (informado no site que eu já passei anteriormente). No site você escolhe os passeios que quer fazer e pode tirara dúvidas pelo Whats Up e pedir orçamento. A menina que atendeu por whats up era super disponível e sempre tentava nos ajudar.

Dia 05 – Parque Xcaret e Xel Há

AMO!

O grupo Xcaret, na Riviera Maya, possui 4 parques com temáticas diferentes. Além disso, eles oferecem transporte até os parques.

Você pode e deve comprar seus ingressos pelo site, pelo simples motivo de que por lá você ganha desconto. Pelo site você pode você optar por pacotes de mais de um parte e a adição do transporte.

Parques:

  • Xcaret: parque mais diversificado. Tem animais, shows e rios. É o principal parte da rede e merece a visita – compre o ingresso plus que te dá direito a entrada + almoço + uma bebida + armário;
  • Xel-Há: para quem gosta de ficar de molho na água, fazer snorkeling e descer de tobogã – uma água azul de cair o queixo – o parque é all inclusive (inclui bebidas alcólicas)
  • X plor: para quem ama tirolesas – são 41 – ingresso inclui almoço e bebida. Também há a opção Xplor fuego que inclui  refeição e bebida, porém as entradas são para o período da noite;
  • XSenses: parque que brinca com as sensações
  • Xevagen: 4×4, tirolesa e rafting;20190602_160559.jpg

Como ir para o Xcaret e outros parques:

  • Carro: tem estacionamentos gigantes nos parques;
  • ADO: a empresa de onibus ADO tem mais de uma estação em Playa del Carmen. Uma fica perto do Coco Bongo, mas um pouco mais para dentro do bairro e outra fica próxima ao terminal maritmo. Pesquisei muito sobre essa empresa e parece que os onibus são ótimos e a empresa é confiável;
  • Ônibus do parque: foi a opção que escolhi. Já que estava sem carro e para mim férias é sinal de não ter preocupações e dores de cabeça, foi uma ótima pedida. Quando você faz a sua compra, você escolhe a opção com transporte e ele vai te pedir o hotel que você está hospedado. Na real, vai abrir uma lista. Se o seu hotel não estiver na lista, encontre o mais próximo do seu hotel e esteja lá no horário que o ticket indicar.
  • Táxi e transfer de agência;

Um pouco da minha experiência nos parques

Compra de ticket online Xcaret e Xel Há

Não gosto do site dos parques. Acho ruim de navegar e falta informação.

Quando você for fazer a compra, o site vai te oferecer atividades extras e vai te dar informações sobre elas. Vale a pena comprar as atividades, caso seja do seu interesse. Uma atividade é o suficiente por parque é o suficiente. Você vai perceber que o seu tempo vai voar no parque. Eu fiz o Snuba na calleta nos dois parques e vou comentar para vocês mais abaixo.

Fez a compra e ficou com dúvidas? Entre em contato pelo telefone. Provável que um mexicano te atenda, mas se você falar que precisa de ajuda em português ele te transfere para um atendente que fala português. O melhor é que você não paga ligação internacional. Eu tive que ligar lá porque quis trocar os meus parques e adicionar o transporte do parque, uma semana antes da viagem. Eles trocaram, mas precisei pagar a diferença de custo por ter adicionado os transportes. Nisso tive que fazer o pagamento pelo telefone e daí você já percebeu qual foi a minha segunda hipótese das cobranças erradas no meu cartão né? Pois é… faz parte. No pain, no gain.

Apenas para que saibam, o banco estornou as compras.

Pelo telefone, eu esclareci qual era o meu hotel e ela passou o ponto de encontro no meu ticket o qual foi enviado para mim por email. O meu ponto de encontro era 10 min caminhando do meu hotel.

Como é o ônibus para o Xcaret / Xel Há

O ônibus é ótimo! Você tem que estar pontualmente no seu ponto de encontro e os guias do parque vão anunciar o seu nome.

DICA: não é brincadeira quando eles pedem na compra para você levar o cartão da compra, o ticket e o documento de todas as pessoas. Eles realmente verificam e não deixam entrar caso não esteja com a documentação. Vi várias pessoas desesperadas voltando para o hotel por causa disso.

Na hora de entrar no ônibus, não bobeie! Ele vai cheio, então a chance de você ficar longe dos seus amigos é grande. Porém a entrada no mesmo é por ordem de chamada, então é só no bobear mesmo. Por favor viajadeiro, não fure a fila.

Para o Xel-há a volta é apenas em um horário (vai estar no seu ticket), já para o Xcaret tem uma volta no fim da tarde e outra a noite, após o show.

Quando você vai com o transporte do parque o seu guia vai te explicar no caminho como vai ser a volta, qual o ponto de encontro e como você vai encontrar o seu onibus. Achei super fácil mas preste atenção, porque na hora na volta sai todo mundo junto e se você não for para o lugar certo vai demorar mais para você ir embora. E garanto que você vai estar hiper cansado.

Vantagens do ônibus:

  • Você ganha dicas adicionais do guia
  • São os primeiros a chegar
  • Você pode beber sem precisar dirigir
  • Evita dor de cabeça com a polícia

Sobre o Xcaret

Chegando lá você pode entrar direto ou comprar ingresso para alguma atividade adicional (as mesmas atividades que foram oferecidas no site). Eles também deixam você trocar de atividade caso haja disponibilidade e você aceite pagar a diferença de preço.

Ao entrar no parque você vai ver que existem uma série de show acontecendo e então vou te dar uma dica. Se você vai ficar até o show da noite, não assista os show durante a manhã porque todos eles são retratados no show da noite. Caso contrário recomendo o show dos voladores e do cavalos. Para saber os horários é preciso perguntar para os monitores que ficam pelo parque.

DCIM100GOPROG0152339.

Encontre o seu vestiário. Você vai ver placas pelo caminho indicando a direção. Fique de biquíni/sunga, saída de praia e chinelos. Leve o que mais for essencial e que não quebre (por ex. não leve o seu celular ou óculos escuros). Coloque todos os demais pertences em uma mala e guarde no seu locker. O Xcaret Plus dá direito ao locker (armário) e você vai pegar a chave do seu  no meio da torre, caso o seu ingresso seja o plus. Do lado de fora da torre você encontra os corredores de armários com as numerações. Encontre o seu e guarde seus pertences. Não leve uma mala gigante e se você pretende ir de casal, leve uma mala só. O armário não é grande.

O Xcaret tem um sistema muito legal que você, antes de entrar em um dos três rios do parque, pode deixar suas coisas em uma sacola com os monitores e eles transportam os seus pertences para o final do rio. No final do corredor dos lockers você já vai encontrar esses monitores oferecendo as sacolas e é por isso que eu comentei lá em cima para você não carregar o seu celular com você, a não ser que ele seja a prova d’água e você vai entrar com ele na água. Eles não se responsabilizam em caso de quebra de algum objeto dentro da sacola. (Façam o que eu escrevo e não o que eu faço. Deixei o óculos de sol e o celular dentro da mala.. arrisquei e nada quebrou).

Nesse pontos você consegue entrar em qualquer um dos rios, e antes ainda você deve pegar nadadeira e o colete (itens obrigatórios oferecidos pelo parque na entrada do rio).

DCIM100GOPROG0492685.

Outra dica… um dos rios tem partes mais abertas, um deles é mesclado e o outro tem o caminho bem fechado. Eu fui pelo mais aberto e achei bem legal, mas é hiiipper cumprido o percurso… quando acabou também fiquei feliz hahaha.

Saindo do rio tente encontrar um mapa do parque ou se você ganhou a entrada, guarde na sua sacola. O mapa é importante porque o parque é enorme e você consegue se localizar através dele. Repare também que no mapa e no chão há uma linha colorida que permite você se localizar melhor pelos caminhos.

20190602_160642.jpg

Já estava na hora do almoço quando saímos do rio e em seguida precisamos ir para a atividade extra que havíamos comprado na internet, o Snuba na caleta.

Ta bom e o que é Snuba e caleta… O Snuba é um mergulho que se faz com o guia. Você respira pela boca mas não carrega o tubo de oxigênio porque ele fica na superfície em uma boia com mangueiras conectadas que levam o ar até você.

Nós já tínhamos feito antes e adoramos. Não é difícil, o único desafio aqui é não panicar de respirar pela boca. O guia foi super profissional. Nosso grupo eram de 4 pessoas: eu, meu marido e um casal de Russos. O guia nos explicou como respirar, como se comunicar com ele e fez um teste de respiração para que a gente pudesse ir de acostumando. A atividade é fantástica! Vale muito a pena! E acontece na caleta, ou seja, próximo a costa.

G0282433.JPG

O que eu indico é que você faça, pelo menos, uma atividade extra.

Após o Snuba, nós fomos almoçar e ai vale outra dica. Se quiser comida internacional vá no restaurante Laguna. Lá você vai encontrar de tudo um pouco. Lembre-se que com o ingresso plus você tem direito ao almoço acompanhado de  cerveja, sucos e refrigerantes.

Depois do almoço aproveite para conhecer o restante do parque, caminhar, ver os animais do zoológico, fazer mais um percurso de rio ou até mesmo ficar na praia.

Se você for ficar para assistir o show da noite, não chegue no show em cima da hora. Vá com pelo menos 20 min de antecedência para conseguir pegar um lugar bom. Outra coisa, não fique na fila do lado de fora para comprar refri, agua ou pipoca: a vendedora aparece nas arquibancadas e você pode comprar direto por lá.

20190227_184141

E a dica final deste dia é para que você não demore para ir até o ponto de encontro depois do show, porque quem aparecer primeiro, pega o onibus primeiro. E uma coisa é certa, as 22h desse dia você vai estar PODRE, querendo um banho e cama.

Dia 06  – Xel -Há

DCIM100GOPROGOPR2498.

Fomos novamente no nosso ponto de encontro para pegar o ônibus e dessa vez não precisamos mostrar o cartão e o ticket. O guia nos identificou com a pulseira do dia anterior, ou seja, NÃO TIRE A PULSEIRA! Ele vai te dizer isso no ônibus, também.

O Xel-há é parque totalmente liga à agua e é isso que eu mais gosto nele… fora o fato de que é all inclusive, incluindo as bebidas normais e alcólicas

Chegamos lá, e quisemos comprar o snuba na caleta de novo. Dessa vez conseguimos marcar cedinho, então fomos para o vestiário, nos trocamos e no próprio vestiário já haviam os armários. Ali também já podíamos pegar o equipamento de snorkel e nadadeiras.

O parque oferece café da manhã incluído. Vale bastante a pena.

DCIM100GOPROGOPR2711.

Mas uma vez nos localizamos pelo mapa e fomos fazer nosso Snuba. Dessa vez não foi tão legal… quase não vimos peixes apesar da água de cor maravilhosa do xel-há. Mas enfim, pode ter sido apenas uma falta de sorte do dia e momento errado.

G0432626.JPG

Anyway, de lá seguimos para o toboágua o qual eu não queria ir e fui má influenciada. Você vai ver ele de longe, afinal são 30m de queda em espiral. E então logo na entrada você precisa deixar tudo em um locker antes de subir as escada. Fizemos isso e começamos a subir. A monitora do parque que estava perto do locker disse que haviam dois tobogãs um rápido e um devagar. Logo pensei: devagar, claro. Subimos os oitocentos degraus e quando chegamos lá em cima perguntei para o funcinário do parque qual era o tobogã mais devagar e ele me apontou para o lado. Ok…. deixei meu marido na fila do rápido e fui no outro. Que não tinha fila e…. Deus isso era o devagar???? juro que o tobogã era espiral mas a sensação que eu tinha é que eu estava em queda livre. Cheguei no fim com o salva vida me resgatando na piscina. Meu marido também desceu e disse que não ia nunca mais hahahaha. Ou seja, gosta de aventura? Vá sem pensar duas vezes. Eu não iria de novo… é demais para mim… fora que depois descobri que eu também tinha ido no rápido… o mais devagar ficava em um andar para baixo e eu nem tinha visto. Alguém me conta depois, por favor, se o devagar é realmente devagar…

20190228_171847

Não deixe de fazer o passeio de bicicleta que leva você até o início do rio que deságua no mar. Você pode pegar a bicicleta e o capacete e fazer a trilha até chegar no ponto de devolução de ambos. No rio também tem o esquema da sacola e você pode escolher se vai de snorkeling ou de bóia. Gosto dos dois, então veja o que você prefere. No meio do percurso você vai ter locais de onde você pode saltar e tirolesas que caem na água…. vale super a pena.

G0512698.JPG

Neste dia almocei em um restaurante de lanches, ao lado do restaurante do café da manhã e estava bem gostoso. Você montava seu próprio lanche.

Na hora de ir embora, bastava encontrar o ponto de encontro do ônibus.

Uma coisa legal que reparei é que os preços dos souvenirs nos parques são bem mais em conta do que nas ruas de Playa. Então aproveite a oportunidade para comprar regalos.

Dia 07 – Akumal e Xpu-Há

Nesse dia, fomos logo de manhã pegar o carro que havíamos alugado na Hertz. Tivemos dificuldade de entender o endereço da unidade que tínhamos que buscar o carro, porque na reserva falava apenas o nome da unidade. Ficamos pesquisando e definimos um endereço que ficava próximo a balsa para Cozumel. Andamos os 15 mim até o local e estava fechado e com um comunicado muito do mal feito dizendo que os carros deveriam ser coletados em outra unidade a 7 min caminhando dali… chegamos lá e quando comentamos do aviso na outra unidade o que ouvimos foi que estávamos errados e que estava aberto sim. Enfim… para que discutir né? Eu só não ia voltar… e ele disse que ia ver o que fazer. Acabou nos oferecendo um carro maio, dizendo qee os econômicos haviam acabado e não era um upgrade de graça… ainda teríamos que pagar. Nunca vi isso… se esta reservado deveria estar garantido.. senão para que reservar? Em outra unidade da hertz, quando fomos devolver o carro, perguntei se aquilo era normal eles comentaram que o upgrade só vale se tiver carros disponíveis nos dois níveis superiores seguintes ao reservado previamente. Os níveis acima disso são cobrados.

Não se esqueçam de pedir o documento do carro!! Porque ninguém oferece viu? E revisa direitinho o carro para ver se tem batidas ou arranhados.

Saímos de la e colocamos no GPS a praia de Akumal, que fica no meios do caminho entre Playa del Carmen e Tulum (são 35 min de carro).

Quando você sair da rodovia e entrar na via que da acesso a praia, já aproveite para estacionar o carro em um estacionamento nessa rua e caminhe cerca de 5 min até a praia. Quando saímos da rodovia e entramos na rua da praia, os policiais estavam tipo fazendo parados no acostamento (havia mais de um carro), mas não aconteceu nada. Não sei exatamente o que eles estavam fazendo.

Akumal.png
Na seta verde está o estacionamento pago de Akumal. Os pontinhos é o caminho que você deve seguir para ter acesso à praia (a pé). O círculo verde é o local onde você paga a entrada da praia e pode comprar o locker. Também existem banheiros nesse local.

Para acessar a praia, é  necessário pagar a entrada por pessoa que custa cerca de 100 pesos e só aceita dinheiro.

A atração principal da praia são  as tartarugas. Akumal tem um tipo de alga que as tartarugas adoram. Quando você entrar na praia é bem provável que alguém de ofereça o passeio de snorkel com as tartarugas. Há um boato de que nas áreas delimitadas os turistas não podem entrar sem guia e eu não quis testar e vi várias pessoas levando bronca porque passaram na área que não podiam. Os guias são os locais que te dão nadadeira, snorkel e colete para realizar o passeio e te guiam pelo mar. Não é um passeio muito fácil para fazer, mesmo de colete. Precisa ir nadando para acompanhar o guia e não pode encostar o pé no chão para preservar as algas das tartarugas. Vimos duas tartarugas grandes e alguns peixinhos. O passeio foi bem legal, mas sinceramente fiquei com dó das tartarugas… o ser humano é muito invasivo.

G0562751.JPG

Não consegui ficar muito tempo na praia porque não tinha sombra. Quando você for fazer o snorkel, você pode alugar um armário para colocar as suas coisas. Vi muita gente deixando as coisas no meio das coisas dos guias… mas não recomendo rsrs. No nosso hotel, cada quarto tinha cadeira, guarda sol e térmica, mas nós esquecemos de levar.

Em Akumal, próximo a entrada da praia tem um quiosque onde você pode alugar cadeira de praia (não lembro quanto era mas não era barato), ou você pode sentar na mesa para comer… para COMER!! Não vale pedir uma cerveja e uma coca que eles não aceitam. Mas a comida é super boa e o preço é justo. Chama-se Lol-Há.

Em seguida fomos para a praia Xpu-Há, já no caminho de volta, e dessa praia não vou poder falar muito porque ela estava cheia de alga. Quando você entrar no acesso da praia eles vão te dar uma pulseirinha e você precisa pagar para entrar na praia. Ficamos um pouco sentado na areia e fomos embora. Haviam alguns resorts bem bonitos nessa praia e… caros. Imagina você pagar um all inclusive na praia longe do centro e a água estar cheia de alga. Eu ia ficar muuiitto chateada.

20190301_163724
Xpu-há

Dia 08 – Punta Maroma e Puerto Morelos

Nesse dia nós tínhamos que colocar toda a bagagem no carro e fazer check out pois passaríamos o dia todo fora e chegaríamos em Cancún para os últimos 3 dias por lá.

Saímos de Playa e subimos até Punta Maroma. A entrada da praia fica em um condomínio, mas antes você precisa comprar os tickets na lojinha que fica perto da rodovia. Chama “Coco Joe Tiendita”. É só parar o carro na frente, eles vão pedir para pagar 100 pesos por cada pessoa e colocar as pulseiras. Depois você vai passar pela portaria e seguir por uma estradinha que te leva até um estacionamento e de lá é só caminhar até a praia.

Playa Maroma.png

Nesse local, a direita tem um restaurante o qual você pode passar o dia e não precisa pagar peas cadeiras nem espriguiçadeiras. Porém precisa consumir… almoçar. E é até chato porque eles ficam toda hora te perguntando se você está bem, se precisa de mais alguma coisa, enfim. Foi bom chegar e logo sentar porque tivemos tempos de descansar um pouco e até almoçar.

Porém a praia é bonita mesmo se você continuar andando para a direita. É uma piscina azul incrível!  Apenas um dica… escolha o que é mais importante para você: o conforto da cadeira ou a praia… porque nesse cantinho onde a praia é bonita não tem nada… e se você chegar tarde nas cadeiras = NO cadeiras.

DCIM100GOPROGOPR2806.
Pier praia Maroma, canto direito.

Saímos de lá e dirigimos mais 25min de carro até chegar em Puerto Morelos. Paramos o carro na rua de trás e acessamos a praia, dessa vez sem precisar pagar.

Lá é muito bom! Tem quiosques e a praia é bem grande. Quando você olha a água percebe que está clara, mas logo um pouco mais para dentro fica bem escura. Quando entramos para fazer snorkel entendemos que a parte escura, é um coral maravilhoso. Tinham vários mergulhadores também… super aconselho.

G0652869.JPG
Puerto Morelos

Saímos de lá e fomos para Cancún, no hotel Fiesta Americana Villas. Tínhamos separado uma quantidade de dólar para pagar o hotel e adivinha? Eles não aceitavam dólar!! Tipo WHAT???? Até o ônibus aceita dólar cara! Tivemos que deixar as malas… atravessar a rua e fazer cambio, super desfavorável, perdemos dinheiro e ainda tivemos que completar o pagamento no cartão. Fora isso.. tudo super bom, nos ajudaram com as malas, não ficaram com aquela cara de GORJETA.

Deixamos as malas e fomos devolver o carro. Estávamos meio apreensivos de pegar o ônibus na volta, buut o ponto estava bem na frente da hertz e até o “ônibus aceita dólar”.

Super bom e rápido. O ônibus percorre a avenida Kulkulcán inteira 24h, ida e volta e custa hiper barato (menos de $1).

20190302_222207.jpg
Lazer do Fiesta Americanas Villas

Dia 09 – Cancún e relaxamento

Como comentei com vocês no Post de hotéis em Cancún, o Fiesta Americanas Villa não é all inclusive (apenas de água – algo que descobri quando notei que havia água disponível em garrafinha a cada 2m no hotel rsrsrs), mas na minha percepção, all inclusive em Cancún dependendo do seu objetivo de viagem é um gasto de dinheiro desnecessário. A 7 min caminhando do hotel ficava o Starbucks onde tomávamos nosso café da manhã de todo dia.

20190304_114053
Olha essa piscina natural no hotel!!

Aproveitamos para andar um pouco também e conhecer a avenida, as lojinhas e gastar um pouco de dinheiro com bugingangas.

Nos andares do hotel tinha máquina de gelo e na frente do hotel tinha uma loja de conveniência = compre uma térmica, encha de gelo, coloque bebidas e leve para a praia do hotel. Fica muito mais barato… sério. Fora que no primeiro dia acordamos tarde e trocamos o almoço pelo café da manhã e Cancún tem lugares incríveis para jantar.

20190302_182714.jpg

Não pense duas vezes em sair para cima e para baixo de ônibus na avenida Kulkulcan. Você pode estar hiper bem arrumada… vá de ônibus! O táxi é 100 vezes mais caro e, 85% das vezes os motoristas são hiper mal educados.

Dia 10 – Um dia antes de voltar e finalização com Coco Bong

Passamos o dia no hotel e almoçamos por la. Saímos para jantar e fomos direto para o Coco Bongo.

20190302_182944.jpg

Não deixe de ir no Coco se você estiver em Cancún. A unidade de lá é a mais tradicional e a experiência é unica. Não encare como uma balada e sim como um show que dependendo do ingresso que você comprar você pode inclusive assistir sentado.

Leia mais no post Dicas do Coco Bongo: https://wp.me/p9AZMO-4U

20190304_211116.jpg

Saímos de lá, pegamos o ônibus as 2h da manhã e voltamos para o hotel, pois no dia seguinte as 8h tínhamos que estar esperando o nosso transfer para nos levar ao aero.

É isso viajadeiro! A Riviera Maya é TUDO isso. Enjoy!

Ainda tem dúvidas? Deixe seu comentário aqui em baixo o envie um email para o GDV: nanaviajadeira@outlook.com

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s