Ilha do Prumirim, mais um cantinho mágico em Ubatuba

Deu sol em Ubatuba?? Não vá para o óbvio. Já reparou que no cantinho esquerdo da Praia do Prumirim e, consequentemente, no cantinho direito da Praia do Félix, existe uma ilha, logo a frente a chamada Ilha do Prumirim.

Pintaram o céu nessa ilha… Paisagem maravilhosa

Já peguei tanto tempo feio em Ubatuba e sempre que ia para a Praia de Puruba tinha medo de chegar perto da água porque aquelas ondas são maravilhosas, da para ficar horas admirando, mas não dá para entrar na água. Para quem nunca foi, a praia é de uma areia soltinha e grossa, de tombo e com umas ondas gigannnteescass logo na beirada. A Praia do Félix é uma delicia mas também é praia de uma onda só daquelas que te passa a rasteira na hora que você está entrando.

De ambas as praias é possível chegar na Ilha do Prumirim. No canto direito da Praia do Félix ou em ambos os lados da praia do Prumirim estão as associações de pescadores que levam você para a ilha. Esses cantos das praias não tem tanta onda e por isso os barquinhos saem dali.

Quando fui, o dia estava maravilhoso. Optamos por sair da Praia do Prumirim, por ser mais próxima da ilha. Até lá, são 27 min de carro, desde o Itaguá (bairro do centro de Ubatuba).

O Waze te leva tanto para a Praia do Félix quanto para a praia do Promirim. Chegando em ambas as praias, é necessário percorrer um curto trecho de estradinha interna até chegar no local de estacionamento de carros. Aqui vão algumas dicas:

  • Se a cidade estiver muito cheia, chegue na estrada de acesso às praias antes das 09h. Para que os 27min não se transformem em 1h ou mais;
  • Ambas as praias de saída dos barcos são praia lindas. Porém a praia do Félix tem mais espaço para estacionar do que a praia do Prumirim. Então se tudo está muito cheio, prefira ir para o Félix;
  • Ambas as praias tem bons quiosques;
  • Ambas as praias possuem zona azul e o estacionamento precisa ser pago. O estacionamento do Félix é de propriedade privada e custa em torno de 30 reais o dia;
  • A travessia de voadeira desde o canto esquerdo do Prumirim até a ilha deve durar menos que 5 min e custa em torno de 25 reais por pessoa.

Chegando no Prumirim, ao invés de estacionar já no começo da praia, fui mais para frente pois sabia que o barquinho que eu queria pegar estava no outro canto da praia (canto esquerdo). Demos muita sorte pois chegamos cedo, em uma quarta feira de fim de janeiro e fomos o primeiro carro a parar já quase na entrada da praia. O melhor é estacionar na Alameda 4

Note o círculo verde que demonstra a entrada para a estrada da praia e a seta verde indicando o canto onde estão os barquinhos para a Travessia. No mapa também fica claro onde está a Alameda Quatro.

Se a sua intenção é passar o dia na ilha, vá bem preparado com guarda sol, cadeiras, cooler e comidinhas. A ilha não tem muita sombra e no dia que eu fui estava muiiiitttoo quente.

Apesar de que os barqueiros levaram prontamente a gente para a ilha e ajudaram a gente colocar nossas coisa no barco, eles sempre querem que vá mais pessoas no barco assim eles aproveitam melhor $$ a travessia. Atravessamos só eu e meu marido, sem muita conversa no barco. Mas estou deixando esse comentário aqui para que vocês leiam o post até o final e vejam o que aconteceu.

A ilha é um espetáculo. Aconselho que cheguem e caminhem até o outro lado da ilha, onde tudo vai estar mais tranquilo e você não vai ter que ficar vendo os barcos indo e voltando. A natureza está mais viva na ilha, a gua é transparente, calma e de uma verde claro maravilhoso.

Volta e meia chega um barquinho de no where

Aproveite muito por lá. Só não achei o local adequado para snorkel, por causa da correnteza. De qualquer forma, sentíamos os peixinhos nos nossos pés enquanto estávamos na água.

É muito lindo ver a serra de Ubatuba do mar.

O dia que fomos para Ilha, já era meu último dia em Ubatuba e ao meio dia precisava ir embora da ilha. Pura ilusão. O nosso barqueiro passou o celular dele e deixou claro que assim que quiséssemos voltar, era só ligar para ele.

E ligamos, ele atendeu e disse que já estava vindo. Em resumo, ele veio depois de 1h, quando mais uma família resolveu voltar (óbvio, assim a viagem seria mais proveitosa para ele). Essa parte foi bem estressante…. infelizmente tudo nessa vida é experiencia e passar nervoso, calor… não fazem parte de uma boa experiência. Não ouvimos um pedido de desculpas, nem nada. Todos voltaram quietos no barco e deixados na praia para pegar seus carros.

Expectativas setadas, na próxima vez que eu for, estarei com o dia mais livre e ligarei com bastante antecedência para o barqueiro, pedindo para voltar.

É isso viajadeiro! Espero que tenha gostado das dicas e se tiver alguma dúvida ou comentário, não deixa de escrever aqui embaixo.

Até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s